Atividade Física Infantil
Nutrição
Obesidade
Atividade Física Infantil
Fique por dentro
Obesidade Infanto-Juvenil
 
Dicas
Veja as Dicas
do Website
Obesidade Infantil
 
Cor e Sabor
à Mesa
Dicas para tornar as refeições das crianças mais atraentes, saudáveis e saborosas
 
Árvore do Crescimento
 
F.A.Q.
Dúvidas sobre
Obesidade
Infanto-Juvenil
 
Atividade Física na Infância e na Adolescência:
Quando começar a se exercitar?
O ideal é que desde o nascimento a criança seja estimulada a se movimentar. Corpo parado é sinônimo de sedentarismo, que acarreta diversas doenças que prejudicam a qualidade de vida futura. Mas não é por isso que você vai colocar o pequeno, que ainda nem anda, na academia três vezes por semana.

Criança até os seis anos de idade precisa de atividades leves. Dos 7 aos 15 anos, já dá para agitar um pouco mais, mas se exercitar como um adulto, somente depois do estirão da puberdade, para não afetar o crescimento.

Saiba mais sobre atividades físicas para crianças e adolescentes a seguir:
Atividade física começa no berço
Desde o nascimento
É importante que a criança seja ativa desde o nascimento: você pode exercitá-lo enquanto ele estiver acordado e deitado, dobrando e esticando, suavemente, suas pernas e braços.

Movimentos livres
Vista o seu bebê com roupas confortáveis que o deixem livre para se mexer à vontade. Atividade física é isso: movimentar o corpo.

Nada de ficar paradão
Independentemente da idade, a criança precisa ser sempre estimulada a brincar e a se mexer.
O que é bom para a criança até os 6 anos de idade?
Descobrindo os movimentos
É nos dois primeiros anos de vida que a criança aprende
a engantinhar, equilibrar-se, andar, correr, pular, dançar e jogar bola, entre outros movimentos. Tudo isso é atividade física e faz bem para o organismo
e para o desenvolvimento da criança. Por isso, estimule-a participando de suas brincadeiras, criando ambientes propícios para que elas aconteçam.

Só quero brincar
Quer atividade física mais gostosa do que essa? Você não precisa sair correndo para matricular seu filhote em uma academia. Basta estimulá-lo a correr, escorregar, pular, dançar, andar, brincar com bola, com água, com o pai, com a mãe, com outras crianças e parentes, rasgar papéis, manipular alimentos, subir e descer escadas, mexer em objetos, pedalar triciclo e ufa!... a lista
é enorme. Use a imaginação e divirta-se com seu filho!

Só quero brincar 2
Dance com seu filho, jogue bola com ele, role na grama, na areia ou na cama, ande descalço, brinque ao ar livre, num lugar bem gostoso, espaçoso e ventilado. Que tal um parque com uma grama bem verdinha e macia?

Não facilite muito as coisas
Não faça tudo para o seu filho. Se ele quer um objeto e tem como pegar, não entregue na mão dele, faça ele ir buscar. Se ele quer subir ou descer de uma cadeira, por exemplo, fique de olho, acompanhando, mas deixe que ele se vire sozinho. Além de se exercitar, ele não corre o risco de se tornar uma criança preguiçosa e adquire mais confiança e auto-controle.

Academia é uma boa idéia?
Nessa fase o bom mesmo é brincar. Mas se quiser colocar a criança em uma escolinha de esportes ou academia, fique atento para que tudo seja uma grande brincadeira. Nada de colocá-la para competir de verdade, ainda não está na hora. Também não obrigue seu filho a fazer exercícios físicos que exijam dele rotina e esforço.

Nada de obrigações
Não force seu filho a fazer uma atividade esportiva se ele não quiser. Se ela quer apenas dar uma volta ou ir ao parque, deixe, talvez seja esse movimento de que ela esteja precisando. Ainda não é hora dos pequenos terem obrigações esportivas.

Vocação esportista
Se seu filho demonstra gosto por alguma modalidade esportiva desde cedo, deixe-o praticá-la, mas acompanhe e cuide para que ele aprenda corretamente os movimentos exigidos na atividade escolhida. Se a criança aprende a nadar de forma errada, por exemplo, não irá aproveitar todos os benefícios do esporte e poderá ter problemas no futuro.

Evite alguns esportes
Modalidades como tênis, musculação, judô e corrida devem ser evitados na infância. Nessa fase os pequenos ainda não têm capacidade física para praticá-los. Além disso, tais atividades podem comprometer de forma negativa o desenvolvimento da criança.
Como se exercitar dos 7 aos 10 anos?
Hora de experimentar
Nada de definir o esporte que seu filho irá praticar nos próximos dez anos.
Ao contrário, na faixa etária dos 7 aos 10 anos você deve estimulá-lo a experimentar várias modalidades esportivas, deixando que ele mude de idéia até se definir. Além de estimular e desenvolver o corpo por igual, ele experimenta uma série de sensações diferentes. E quanto mais esportes ele pratica, mais fácil escolher o que mais o agrada.

Leque de alternativas
Nessa faixa etária, as atividades estão liberadas (futebol, natação, basquete, balé, capoeira e tênis, entre outras), mas nada de esforço físico exagerado.
Meu filho já é adolescente: como fica a prática esportiva?
Antes e depois do estirão da puberdade
Enquanto estiver em fase de crescimento, o adolescente deve praticar exercícios de forma cuidadosa, para não prejudicar o crescimento.
Depois do estirão da puberdade (quando os caracteres sexuais secundários – mama, genitália e pêlos pubianos – estão completamente formados) os cuidados são os mesmos dos adultos.

Atenção com os hormônios
Nessa fase os hormônios masculinos (testosterona) e os femininos (estrógeno) ficam a mil. Nos garotos eles são responsáveis pelo aumento da massa muscular e nas meninas pelo ganho de gordura. Mais um motivo para se exercitar, para manter a massa muscular adquirida e o peso corporal estabilizado.

Época de mudanças
O adolescente vive em fase de auto-afirmação, por isso a troca constante de práticas esportivas pode acontecer. Não estranhe se um dia seu filho esquecer da vida no sofá, em frente a TV e no outro passar o dia na academia. Oriente-o sobre os perigos quanto ao uso de aminoácidos e anabolizantes, produtos muito comuns em academias e prejudiciais para a saúde.
Pirâmide de Atividade Física Infanto-Juvenil

Ociosidade
Diminua
Assistir televisão, jogar videogame, ficar sentado mais de 30 minutos.
Atividades de Laser
2 a 3 vezes por semana
Dançar, remar, ginástica artística (saltos e cambalhotas).
Força e Flexibilidade
2 a 3 vezes por semana
Alongamento, artes marciais, dança, pular corda, ginástica.
Exercícios Aeróbicos
3 a 5 vezes por semana - Pelo menos 20 minutos ao dia
Patinar, andar de bicicleta, andar de skate, nadar, correr, pular corda.
Atividades Recreativas
3 a 5 vezes por semana - Pelo menos 20 minutos ao dia
Vôlei, basquete, futebol, corridas (pega-pega) pequenas, queimada.
Quanto mais, melhor
Todos os dias
Brinque fora de casa ou do apartamento, troque o elevador pela escada (se você for muito pequenino peça para um adulto acompanhar), ajude a arrumar a casa ou o jardim, lave seu animal de estimação, guarde seus brinquedos, ande até a padaria (se a mamãe ou o papai deixar), saia para um passeio (se a mamãe ou o papai deixar).
Brincar: o melhor exercício para a criançada. Sempre!

Faça com que seu filho se exercite diariamente, desde cedo, brincando muito, para que ele desenvolva o gosto pela atividade física. Além de ser um hábito saudável, pra ele será puro divertimento. Ou você conhece alguma criança que gosta de ficar parada?

E como diversão não tem idade, aproveite para entrar na brincadeira com ele. Confira a seguir algumas dicas para sua animada empreitada:

Engatinhando
Enquanto a criança ainda não anda, um jeito divertido de exercitá-la é mexendo com ela: fazendo brincadeiras, esticando e dobrando suavemente suas perninhas e braços e deixando brinquedos a uma certa distância para fazer com que ela tenha que se locomover para buscá-los.

Aprendendo a andar
Quando ela começar a andar, o melhor a fazer é incentivá-la nesse processo, ajudando-a a se equilibrar e deixando o espaço livre para que ela se locomova sem perigo. Evite artifícios como os andadores – eles confundem a criança e a tornam preguiçosa – e compre um triciclo. Isso sim vai fortalecer as pernas do seu filhote, fazendo-o gastar energia. Não o deixe em frente à TV durante muito tempo. Entretenha-o com brinquedos educativos ou com outras crianças.

Agitando a rotina
A partir do momento que a criança mais anda do que cai, dá para agitar um bocado a vida dela. Corra com seu filho para lá e para cá, faça-o dançar, escorregar, rolar pelo chão e chutar bola. Brinque com ele e com os brinquedos dele, convide-o para dar uma volta no parquinho e gaste algumas horas no trepa-trepa, no escorregador, na gangorra e no balanço. Além de ele se divertir, você aproveita para se exercitar também e gastar algumas calorias.

Reunindo os amigos
O filhote cresceu. Já anda, fala e tem sua turminha de amigos. Nada melhor do que colocar essa pequena “gangue” para se exercitar brincando. Difícil vai ser fazê-lo parar de brincar.

CONTATO DA Clínica de Cirurgia da Obesidade na Barra da Tijuca
Centro Empresarial BarraShopping
Av. das Américas, 4200 - Ed. Miami - Bloco "7A" Salas 210 / 211
Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
TEL RJ + 55 21 2431.8574 / 2431.9487 / 2431.8203

CONTATO DA Clínica de Cirurgia da Obesidade em Botafogo
Centro Médico Barão de Lucena
Rua Barão de Lucena, 48 Grupo 4
Botafogo - Rio de Janeiro - RJ
TEL RJ + 55 21 2539.2064 NOVO / 2246.3251
FAX RJ + 55 21 2226.8357
Fonte das Informações:
Área de Pesquisa da
Clínica de Cirurgia da Obesidade e Aparelho Digestivo
 
Voltar para a página anterior.  

 

Topo da página.
Clínica de Cirurgia da Obesidade na Barra da Tijuca
Centro Empresarial BarraShopping
Av. das Américas, 4200 - Ed. Miami - Bloco "7A" Salas 210 / 211
Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ
TEL RJ + 55 21 2431.8574 / 2431.9487 / 2431.8203
Clínica de Cirurgia da Obesidade em Botafogo
Centro Médico Barão de Lucena
Rua Barão de Lucena, 48 Grupo 4
Botafogo - Rio de Janeiro - RJ
TEL RJ + 55 21 2539.2064 NOVO / 2246.3251
FAX RJ + 55 21 2226.8357
Resolução mínima de 800x600
© Copyright 2005 - 2008 Clínica Cirúrgica e Videolaparoscópica Ltda. Todos os direitos reservados.